EEG

O eletrencefalograma é um exame para verificar a atividade funcional elétrica do cérebro, sendo realizada no Instituto Cardeal com sistema computadorizado de alta tecnologia, em vigília e sono, com estimulação luminosa intermitente (fotoestimulação) e respiração forçada (hiperpnéia).

O eletrencefalograma, embora útil em outras condições clínicas, tem sua maior indicação para os pacientes com diagnóstico estabelecido ou suspeito de epilepsia. Nesse sentido, vem sendo usado desde a década de 1940, ganhando grande popularidade no Brasil a partir de década de 1950.

É importante salientar que uma parcela dos pacientes epilépticos pode apresentar traçado eletrencefalográfico normal no primeiro registro. No entanto, quando vários exames são feitos, em período fora de crises epilépticas (registro intercrítico), ou é feita a monitorização eletrencefalográfica de 24 h (Holter Cerebral) a maioria desses pacientes exibe anormalidades em seus exames. O encontro dessas anormalidades é de fundamental importância. A análise de seu padrão eletrográfico auxilia na classificação do tipo crise epiléptica e conseqüentemente do tipo de epilepsia, proporcionando, em alguns casos, direcionar a terapêutica e obter dados prognósticos.

PREPARO:

Não utilizar creme, gel, vir de cabelo seco

« VOLTAR